Sicoob Credimonte inaugura agência em comunidade de BH

O Sicoob Credimonte inaugurou em 31 de maio uma agência no bairro Alto Vera Cruz, região Leste de Belo Horizonte. O projeto nasceu há cerca de um ano e meio, idealizado em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA), ONG originária do Rio de Janeiro, cuja essência é a promoção social das favelas, presente em todos estados brasileiros e com influência em mais 17 países.

O evento aconteceu na agência situada na Rua Desembargador Saraiva, 766, bem no centro comercial da região e contou com a presença de cerca de 200 pessoas, entre autoridades, lideranças locais, associados e representantes do sistema cooperativista. A ideia de abrir uma agência em uma região onde os bancos convencionais nunca se interessaram em atuar, já era um sucesso antes mesmo da inauguração. Em uma ação comercial antes mesmo da inauguração, foram abertas mais de 300 contas, tamanha a expectativa da população da região, que supera 70 mil pessoas.

Em seu discurso, o presidente do Conselho de Administração do Sicoob Credimonte, Antenógenes Júnior, ressaltou que “a inauguração da agência do Sicoob Credimonte no Alto Vera Cruz nada mais é do que um resgate às origens do cooperativismo. Estar presente em regiões carentes, promovendo o crescimento destas comunidades, faz parte da essência do cooperativismo”.

Todos os detalhes foram pensados para trazer mais conforto e facilidade para o dia a dia do “povo do Alto”, como gostam de ser chamados. Dos dez funcionários da agência, seis são moradores do bairro, profissionais altamente capacitados e com fortes vínculos com a comunidade local. O projeto arquitetônico trouxe a sensação de aconchego e bem-estar, seguindo a nova proposta de ambientação das agências Sicoob, além de ser uma agência completa, ampla, moderna e tecnológica, oferecendo conforto e comodidade aos cooperados.

Em seu discurso na inauguração, o vice-prefeito de Belo Horizonte, Paulo Lamac, ressaltou que o espaço “não é uma agência qualquer, mas sim uma agência de alto padrão, do jeito que a comunidade do Alto Vera Cruz merece”.
Os presentes puderam sentir esse clima de aconchego já no início do evento. Recepcionados pelas Meninas de Sinhá, grupo tradicional da cultura do bairro, os convidados foram acolhidos com cantigas de roda que remetiam à infância.
Elias Ribeiro, um dos líderes comunitários do Alto Vera Cruz, pediu a palavra para entregar ao Presidente da cooperativa e aos representantes da CUFA uma placa de agradecimento pelo empreendimento, considerado tão significativo para a região. Na placa, consta a frase: “Do Monte, para o Alto, para o povo”. Antenógenes Júnior também fez a entrega de três placas de homenagem, sendo duas para os representantes da CUFA, Francislei Henrique Santos e Marciele Aparecida Procópio Delduque e a terceira para Rodrigo Oliveira, diretor da Agência BluePause, que participaram desde o início do projeto e cuja dedicação e empenho possibilitaram a sua concretização.

Case de Sucesso
A agência do Sicoob Credimonte do Alto Vera Cruz já é reconhecida nacionalmente. O Presidente do Conselho de Administração do Sicoob Credimonte, Antenógenes Júnior, e comitiva, participaram em Brasília, nos dias 15 e 16 de março, do 2º Vende Sicoob, maior convenção de negócios do Sistema Sicoob, com mais de 2.300 participantes de todo o país. Na ocasião, o “case” Alto Vera Cruz foi apresentado no Painel “Sustentabilidade Econômica Potencializando o Impacto Social”, promovido pelo Instituto Sicoob, sendo escolhido como um dos três principais projetos do país.

A importância da CUFA para o projeto
Antenógenes Júnior explica que “por ser uma cooperativa do interior do Estado, dificilmente o Sicoob Credimonte teria acesso ao mundo de possibilidades do Alto Vera Cruz, não fosse pela parceria com a CUFA.” A ONG é reconhecida como uma das principais instituições incentivadoras do crescimento econômico e social das favelas. Francis Santos, presidente da CUFA em Minas, afirma que “a parceria com o Sicoob Credimonte possui uma enorme sintonia de propósitos, e não há dúvidas de que o projeto já deu certo”. Ele defende que “a CUFA escolhe com muito cuidado suas parcerias, pois a fragilidade dos ambientes onde ela atua não permite erros”.